Make your own free website on Tripod.com

 

8o, 9o e 10o Milagres Eucarísticos - Nos dias 30 de Junho, 1o e dia 2 de Julho de 1995 também ocorreram em Naju admiráveis milagres. Milhares de peregrinos lotavam a Igreja Paroquial, para comemorar o 10o Aniversário do derramamento de lágrimas pela imagem de NOSSA SENHORA. A Santa Missa foi celebrada à noite de 30 de Junho e concelebrada por oito sacerdotes. A vidente estava sentada na parte de trás da Igreja e foi à última a comungar. De repente, no instante da comunhão, as pessoas ao redor notaram nitidamente que a Hóstia Sagrada na sua língua se transformou num pedaço de carne coberto de sangue do SENHOR JESUS. Chocados e repletos de emoção, muitos choraram, diante da realidade de ver bem a sua frente, a carne viva do próprio DEUS. Os padres e as pessoas que estavam nas proximidades testemunharam o notável fenômeno.

Terminada a Santa Missa, os peregrinos acompanharam a vidente até a Capela, onde se encontrava a imagem, para o serviço noturno de orações em continuidade as comemorações. Com o recinto completamente ocupado por fieis entusiasmados que rezavam e cantavam hinos em louvor a VIRGEM MARIA, iniciou-se a cerimônia.

No meio das orações Júlia começou a sentir terríveis dores na região do abdômen, em reparação pelos abortos que assassinam tantos inocentes. Uma cena impressionante retratando fielmente a desesperada resistência da criança que não quer sair do útero de sua mãe que deseja abortá-la, e pela boca da vidente, a criança manifesta todo o seu pavor pela morte que se aproxima e grita: "Não mamãe, não mãezinha, não me mate". Frei Francis Su, da Malásia, convidou todos a se ajoelharem e rezarem pela conversão das pessoas que são responsáveis pelo impiedoso assassínio de bebes. O povo emocionado chorava e cantava, rezando com muita fé, agradecendo a DEUS aquela experiência mística maravilhosa.

Eram 3 horas e 45 minutos da madrugada do dia 1o de julho e toda assembléia em silêncio ouvia o relato traduzido para o inglês, das últimas mensagens de nossa MÃE SANTÍSSIMA. Subitamente, Júlia que estava na primeira fila ao lado de Frei Su, Frei Pete Marcial e outros, levantou-se rapidamente e projetou-se para frente em direção a imagem, estendendo vigorosamente as mãos, como se quisesse segurar algo que ninguém via. Aconteceu que enquanto todos ouviam a leitura das mensagens que ela mesmo recebera de NOSSA SENHORA, Julia viu a imagem de JESUS Crucificado que está na parede da Capela, acima de onde se encontra a imagem da VIRGEM MARIA, ganhar vida. O SENHOR estava com a face repleta de sofrimento... O sangue Divino saía em quantidade de sete feridas: daquelas feitas pelos cravos nos pés e nas mãos, pela lança do centurião no flanco direito entre a 5ª e a 6ª costela, pelo sangramento na testa causado pela Coroa de Espinhos, e pela chaga do Sagrado Coração de JESUS Crucificado. Logo, nas mencionadas sete chagas, o precioso sangue se transformou em círculos brancos e em seguida, em puríssimas Hóstias Sagradas. Algumas pessoas na Capela disseram que viram uma luz brilhante, como se fosse uma rápida faísca sair do crucifixo. Outras pessoas ouviram um ruído semelhante à queda de granizo. As Hóstias Sagradas se desprenderam das chagas de JESUS e começaram a cair. Foi justamente neste momento que Júlia se lançou para frente, estirando decididamente as mãos para pegá-las, a fim de não deixá-las cair no chão. Porém as Hóstias graciosamente evitaram as mãos da Vidente e se acomodaram sobre o altar, aos pés da imagem da VIRGEM MARIA, na presença de toda assembléia admirada, que as viram surgir todas de uma vez sobre o Altar (As fotografias que apresentamos acima foram feitas naquele exato momento). No instante em que as sete partículas tocaram o altar, foi também o momento em que algumas pessoas ouviram o barulho como se fosse de uma chuva de granizo.

Lembraram-se que em 24 de Novembro de 1994 nossa MÃE SANTÍSSIMA tinha pedido que colocassem um Sacrário na Capela, ao lado de sua imagem. Parecia claro que aquelas sete Hóstias Sagradas que acabavam de chegar, deveriam instalar-se lá dentro, no interior de um Cibório.

Este milagre foi levado ao conhecimento do senhor Arcebispo Diocesano no mesmo dia. Contudo, ele instruiu Júlia e os outros, para consumirem as Hóstias Sagradas e que não as deixassem guardadas no Tabernáculo. Em obediência selecionaram sete pessoas para recebê-las: dois padres e cinco leigos, entre eles estava a vidente.

No dia seguinte, 2 de Julho, os escolhidos comungaram. Assim que ela recebeu a Sagrada Eucaristia o milagre se repetiu, a Hóstia transformou-se em carne coberta de sangue, sobre a sua língua. Na realidade ninguém esperava outro milagre, lembrando que menos de 48 horas passadas, havia acontecido um na Igreja Paroquial. Mas ficou claro que nossa MÃE SANTÍSSIMA estava tão ansiosa para restabelecer uma fervorosa devoção a Eucarística, que enviou outro sinal surpreendente. O fenômeno aconteceu assim:

A Capela, estava repleta de pessoas com muita fé, que rezavam e se mantinham ansiosas na expectativa de que algum fato novo pudesse acontecer ao mesmo tempo em que sensibilizadas, agradeciam ao SENHOR DEUS por todos os ensinamentos e demonstrações de amor que vinham ocorrendo. Júlia foi instruída pelo padre celebrante da Santa Missa, que por ordem do senhor Arcebispo da Arquidiocese, se acontecesse outra vez o Milagre, ela deveria ingerir imediatamente a Hóstia transformada em Corpo e Sangue Vivo do SENHOR. Entretanto, sem querer desobedecer à decisão superior, diante do impressionante milagre que se repetiu logo a seguir, para júbilo e comoção de todos, Frei Su e Frei Marcial que estavam atentos aos acontecimentos, conclamaram o povo a rezar fervorosamente diante do DEUS Vivo suplicando a misericórdia Divina por causa dos muitos pecados do mundo. E todos numa admirável postura de adoração, rezaram e louvaram o PAI ETERNO por aquele magnífico e inigualável sinal, enquanto Júlia permanecia com a boca aberta mostrando o SENHOR, que era filmado e fotografado pelas pessoas. E para que não houvesse dúvida, os dois padres imergiram o dedo no Sangue Precioso sob a língua da vidente e mostraram a todos na Capela. Era mais uma prova indiscutível e definitiva do fenômeno que acabava de ocorrer. Depois enxugaram os dedos num "Corporal", (pequeno tecido retangular de linho) não só uma vez, mas repetiram este gesto diversas vezes, até que o tecido ficou sensivelmente marcado pelo Sangue de JESUS. Foi guardado zelosamente como mais um testemunho daquelas notáveis manifestações sobrenaturais (a fotografia abaixo registra o procedimento dos sacerdotes molhando o dedo no Sangue do SENHOR). Até hoje o Corporal é preservado em Naju. Frei Marcial, com o mesmo dedo que imergiu no Sagrado Sangue, tocou a face de um bebê de seis (6) meses que estava com uma enfermidade terrível que o condenava à morte. A criança ficou completamente curada.

Quando o CRIADOR nos dá sinais especiais, ELE faz, não para satisfazer a nossa curiosidade, mas com um propósito Divino, parte do Plano de Salvação da humanidade. Estes sinais na Coréia são extremamente importantes, muito além de nossa capacidade de percepção. Por isso também, quando o SENHOR nos dá sinais, devemos refletir profundamente sobre eles e procurar compreender, sobretudo, que ELE espera uma resposta formal de cada um de seus filhos. Por isso, é tempo de meditarmos sobre estes recentes sinais do Céu e procurarmos extrair deles, todos os benefícios para a nossa vida.

12 oMilagre Eucarístico- Aconteceu no Vaticano. Em 31 de Outubro de 1995, Júlia em companhia de Monsenhor Nam Ik Paik, Júlio seu esposo, Rosa sua filha e Raphael Son um seminarista, participaram de uma Santa Missa celebrada pelo Papa João Paulo II. Havia também diversas autoridades e pessoas da França que foram convidadas. Durante a Santa Missa, a vidente e seus companheiros foram autorizados a cantar hinos em coreano. No momento da comunhão quando o Santo Padre ministrou a Sagrada Comunhão à Julia, aconteceu outra vez o Milagre Eucarístico, a Partícula Consagrada  na língua da vidente, se transformou em Carne e Sangue do SENHOR.

Este milagre foi acompanhado minuciosamente por Monsenhor Paik que estava ao lado dela. Ele testemunhou que a Hóstia encima da língua de Júlia ao se transformar em carne coberta de sangue, ficou um pouco maior e tomou a forma de um coração. Segundo a palavra do Monsenhor, este fenômeno foi igual ao acontecido no 11o Milagre Eucarístico em Naju, em 22 de Setembro de 1995, durante uma Santa Missa celebrada numa montanha próxima a cidade, pelo Bispo Dom Roman Danylak de Toronto, Canadá e concelebrada por dois outros sacerdotes.

Terminada a Santa Missa, imediatamente Sua Santidade aproximou-se da vidente e testemunhou o milagre. Deu-lhe a benção e um Rosário de presente.

 

13oMilagre Eucarístico - Ocorreu na Capela de Naju, no dia da comemoração do 11o Aniversário do derramamento de lágrimas pela imagem de NOSSA SENHORA. Peregrinos de muitos países compareceram piedosamente para participarem das orações noturnas em homenagem a SANTA MÃE, e lotavam o recinto. Aproximadamente às 3 horas da madrugada do dia 1o de Julho de 1996, Júlia viu o Precioso Sangue fluir das sete Chagas de JESUS no Crucifixo fixado na parede, acima da imagem da VIRGEM MARIA, como no ano anterior. O Sangue logo se transformou em Hóstias Sagradas envolvidas por uma luz brilhante. A luz ficou mais forte e começou a brilhar em todos aqueles que estavam presentes na Capela, assim como nas pessoas que estavam do lado de fora. Então um feixe de luz muito poderosa irradiou do Crucifixo e alcançou a vidente, que deu um forte grito e caiu ao chão por causa de extremas dores em sete lugares de seu corpo: na cabeça, em ambas as mãos, nos pés, no lado e no meio do peito encima do coração, ou seja, nos mesmos locais das chagas de JESUS. Ainda estava com a boca aberta após o grito de dor, quando as Hóstias Sagradas se desprenderam do Crucifixo e entraram suavemente em sua boca (a fotografia acima à direita, foi feita no exato momento). Frei Francis Su, dois outros sacerdotes e as pessoas que se encontravam ao redor da vidente, viram as Hóstias Sagradas se acomodarem na boca de Júlia Kim.

Depois das 12 horas e 30 minutos do dia 1o de Julho de 1996, novamente ela teve as fortes dores da crucificação e começou a sangrar nas palmas das duas mãos. Frei Raymond Spies, Frei Francis e algumas pessoas, testemunharam o acontecimento.

Aproximadamente às 13 horas do dia seguinte, 2 de Julho de 1996, Frei Spies, a vidente e outras pessoas, rezavam diante da imagem de nossa MÃE SANTÍSSIMA na Capela, quando de repente, ela gritou forte e caiu ao chão. Acabara de receber um poderoso feixe de luz do Crucifixo e sofreu as mesmas dores da crucificação em sete partes do corpo, como no dia anterior, sangrando nas palmas das duas mãos. Colocaram luvas para esconder as chagas e a hemorragia, mas as luvas ficaram molhadas com sangue.

Por recomendação de seu diretor espiritual, às 16 horas deste mesmo dia, Júlia visitou dois hospitais em Kwangju a fim de mostrar os ferimentos nas palmas das mãos. Os doutores examinaram as chagas e a hemorragia, emitindo declarações por escrito, dizendo que elas tinham origem desconhecida e por isso, não podiam ser explicadas como provenientes de qualquer causa natural. No dia seguinte, o sangramento cessou e as chagas desapareceram.

Detalhe de uma das Hóstias que desceram das Chagas de JESUS. - Frei Spies levanta uma Hóstia diante da imagem de NOSSA SENHORA. A foto mostra também o Crucifixo encima, de onde vieram todas as Hóstias das Chagas do SENHOR.

Sua Santidade o Papa João Paulo II, após a celebração da Santa Missa, na Capela do Vaticano testemunha a Sagrada Comunhão transformada em Corpo e Sangue do SENHOR JESUS, sobre a língua da vidente Júlia Kim.

Se você gostou deste Site recomende-o às suas amizades, a fim de que nossa MÃE SANTÍSSIMA e as maravilhas do SENHOR sejam mais conhecidas por todos os seus filhos.     DEUS lhe abençoe.

 

Página AnteriorPróxima Página

Retorna ao Índice